quinta-feira, 22 de março de 2018

É Chegada a Ultima Hora!!!


É JÁ A ÚLTIMA HORA.

Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos; por onde conhecemos que é já a última hora (I João, 2.18).

No primeiro século, no começo da era cristã, no ano 90 d.C. o apóstolo João escreve sua primeira epístola universal e nela ele mostra como se manifestam o Espírito da verdade e o espírito do erro. Naquela época havia uma falsa doutrina que era ensinada pelos gnósticos, chamada de conhecimento superior. O gnosticismo tem origem em várias seitas religiosas anteriores ao cristianismo, mas nos primeiros séculos da era cristã, chega a mistura-se com o próprio cristianismo. Posteriormente veio a ser declarado como pensamento herético. Havia cristãos que aceitavam os seus ensinamentos e disseminava-os entre os irmãos. Eis a razão do apóstolo João dizer: Como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos. Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós. E vós tendes a unção do Santo e sabeis tudo. Estas coisas vos escrevi acerca dos que vos enganam. E a unção que vós recebestes dele  fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis. 1Jo.2.18-20,26,27. Os seguidores do gnosticismo são chamados de anticristos pelo fato deles serem contrários a Cristo, negando a divindade de Cristo e seus ensinamentos; isto João alertou como sinal da última hora.

TRÊS  RAZÕES  PORQUE  É  JÁ  A  ÚLTIMA  HORA:

1. JESUS AVISOU: Venho sem demora.

Ele disse: Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. Ap.3.11.
Vinte séculos se passaram, desde quando estas palavras foram escritas no livro de apocalipse. O koiros de Deus (tempo de Deus) está chegando para humanidade, e o chronos do homem (tempo dos homens) está chegando ao fim. A bíblia diz que mil anos pra Deus é como um dia e que um dia, é como mil anos. O apóstolo Pedro escreveu dizendo: Mas, amados não ignoreis uma coisa; que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos, como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra e as suas obras que nela há se queimarão. 2Pe.3.8-10. Enquanto a humanidade sem Deus caminha para o caos, o povo de Deus caminha em direção ao céu; na certeza de que Jesus está voltando.

2. JESUS ADVERTIU: Acautelai-vos, que ninguém vos engane.

Os capítulos 24 e 25 do evangelho de Mateus, são escatológicos, porque tratam de assuntos referentes as últimas coisas. Diz o texto sagrado, que quando Jesus ia saindo do templo, os seus discípulos se aproximaram dele para lhe mostrarem a estrutura do templo. E Jesus lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada. E, Jesus estando assentado no monte das oliveiras, os seus discípulos chegaram-se a ele em particular, dizendo: Diz-nos quando serão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane, porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. E ouvireis de guerra e de rumores de guerra; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas essas coisas são o princípio das dores. Então, vos hão de entregar para serdes atormentados e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as gentes por causa do meu nome. Nesse tempo, muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se aborrecerão. E surgirão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriará. Mas aquele que perseverar até o fim será salvo. E este evangelho do reino será pregado em todo mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim. Mt.24.1-14. Todos estes sinais que Jesus falou, nós temos vistos se cumprirem em nossos dias, e estão se multiplicando a cada vez mais. O homem na sua arrogância ele não reconhece e nem percebe que tudo que está acontecendo, são sinais da volta de Jesus e que os dias da humanidade estão chegando ao fim.

3. JESUS  ALERTOU: Olhai para a figueira e para todas as árvores.

E disse-lhes uma parábola: Olhai para a figueira e para todas as árvores. Quando já começam a brotar, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as, que perto está já o verão. Assim também vós, quando virdes acontecer essas coisas, sabei que o reino de Deus está perto. Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça. Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar. Lc.21.29-33. Israel é o relógio de Deus para igreja. O cumprimento das profecias e os fatos que estão acontecendo, indicam que o relógio de Deus está quase cruzando os ponteiros para igreja. Jesus disse: Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabei que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas essas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. Mt.24.32,33. Os grandes eruditos e estudiosos da bíblia, concordam que a figueira é a nação de Israel. Quando por ocasião da crucificação de Jesus, Pilatos apresentou Jesus e Barrabás ao povo e perguntou: Qual desses dois quereis vós que eu solte? E eles disseram: Barrabás. Disse-lhes Pilatos: Que farei, então, de Jesus, chamado Cristo? Disseram-lhe todos: Seja crucificado! O governador, porém, disse: Mas que mal fez ele? E eles mais clamavam dizendo: Seja crucificado! Então, Pilatos vendo que nada aproveitava, antes o tumulto crescia, tomando água, lavou as mãos diante da multidão, dizendo: Estou inocente do sangue deste justo, considerai isso. E, respondendo todo o povo, disse: O seu sangue caia sobre nós e sobre nossos filhos. Mt.27.21-25. A parti dessa declaração, os judeus pagaram um preço muito alto, até os dias de hoje eles sofrem. No ano 70 d.C. o general Tito e todo o seu exército, cercou Jerusalém, e fez o maior massacre; matando milhares de judeus, incendiando o templo e destruindo toda a cidade. A nação de Israel, ficou dispersa por muito tempo, e perdeu a sua identidade como nação. Na segunda guerra mundial, Adolf Hitler, dominado pelo ódio, ordenou a morte de seis milhões de judeus. Mas a promessa que Deus havia feito a Israel através dos seus profetas, haveria de se cumprir. A palavra de Deus começou a se cumprir. No dia 16 de setembro de 1947, na primeira sessão especial da assembleia geral da ONU, o estadista e diplomata brasileiro, Osvaldo Aranha, decidiu por um voto de desempate a favor de Israel, dando o direito de Israel ser reconhecido como estado. Foi no dia 14 de maio, de 1948, que o estado de Israel foi oficialmente reconhecido pela ONU (Organização das Nações Unidas), como nação. Foi a parti dai que Israel como figueira começou a brotar, já brotou tanto, que já está fazendo sombra aos países vizinhos. Hoje Israel é considerado uma super potência. Jesus disse: Quando virdes estas coisas acontecerem, sabei que ele está próximo, às portas.

CONCLUSÃO:
Se no começo da era cristã, o apóstolo João já escrevia para os irmãos e dizia: É já a última hora. Imagine hoje, depois de dois mil anos passados, o que havemos de dizer, diante de tudo que estamos vendo se cumprir. É já os últimos minutos. Jesus está voltando. 

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Vencendo o mal com o bem !!!

Quantos de nós já questionamos as leis do Velho Testamento? Como achamos rígidas e antiquadas aquelas leis que regiam o povo hebreu! Mas a lei do olho por olho e dente por dente foi introduzida para restringir um mal maior, existia para impedir a retaliação ilimitada. “Mas se houver morte, então darás vida por vida. Olho por Olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé, queimadura por queimadura, ferida por ferida, golpe por golpe” Êxodo 21:23-25. A pessoa só podia ir até o limite do acontecido, não mais. Jesus, porém, penetrou além dessa lei de retaliação igual ou controlada, e repudiou toda idéia de vingança. Quando iniciou seu ministério, apareceu com algo completamente novo; desejava algo melhor para a humanidade…por isso o cristianismo sempre revolucionou os corações.

Mateus-5.38:41

Vencer o mal com o bem é não resistir ao homem mau

Jesus é o maior exemplo de resistência ao mal e esse é o dever de todo crente. Não podemos nos deixar vencer pelo mal, e não devemos resistir o homem mau. Paulo, o apóstolo disse: “Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem” Rom. 12:21. Poucos crentes hoje em dia sofrem um golpe físico na face, mas o principio é dar a outra face. Isso pode ser aplicado diariamente em termos de auto-exposição aos insultos, mal entendidos, e outras ofensas, as quais somos expostos. O cristianismo realmente é diferente, é uma nova filosofia de vida. Esta é a pratica bem sucedida do evangelho. Não poucas vezes presenciamos a resistência com o homem mau através de um bate boca sem fruto, que não leva a nada, a não ser escandalizar o evangelho de Cristo. Isso é resistir o mal com o mal, resultando muitas vezes em ressentimentos prejudiciais à vida espiritual e até física. Aquele que ainda não aprendeu vencer o mal com o bem, ainda não conhece a essência do evangelho de Cristo. Tenho presenciado alguns bate boca que me deixam envergonhado. Mostra o quanto as pessoas estão longe de Deus.

Vencer o mal com o bem é entregar a capa

Na lei Judaica, uma pessoa podia processar outra pessoa por causa da túnica, vestimenta de baixo, com mangas; mas não podia processar ninguém por causa da capa, veste exterior que servia aos pobres como cobertor durante a noite. “Se tomares em penhor o vestido do teu próximo lho restituirás antes do pôr do sol porque é a única cobertura que tem; é o vestido da sua pele; em que se deitará ele?” Ex. 22:26,27. Cristianismo não é só questão de não fazer isso ou aquilo, mas é acima de tudo, sentir-se bem praticando-o. Fazer o bem aqueles que nos maltratam, orar pelos que nos perseguem, esse é o cristianismo de Jesus. O amor vence todas as coisas. “…tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”.

Vencer o mal com o bem é caminhar a segunda milha

Essa é uma questão interessante, pois permitia-se aos soldados e oficiais Romanos que forçassem os nativos a carregar os seus suprimentos ou bagagens por uma milha. Ai podemos entender o que aconteceu com Simão Cireneu, que foi obrigado a carregar a cruz de Jesus por um oficial romano. Ele vinha do campo, da roça, nada tinha a ver com o que estava acontecendo, mas carregou a cruz. Ninguém podia exigir que se caminhasse a segunda milha, mas Jesus ensina que deve ser espontânea na experiência cristã. “Se alguém te obrigar a andar uma milha, ande com ele duas”. É certo que há cristãos que estão muito aquém da primeira milha. Mas o que Jesus ensina é extraordinário. Quantas vezes devemos perdoar? Até sete? Não! Mas até 70 vezes 7. Se alguém nos humilha devemos fazer o que pudermos e as vezes mais. Pois o cristianismo da segunda milha é o cristianismo do amor sem reservas. È o cristianismo de não oferecer a Deus oferta de tiver ódio, mágoa ou ressentimento no coração. O comportamento de José no Egito. O trato para com seus irmãos foi o de andar a segunda milha. O amor vence todas as coisas. Entramos na Igreja de Jesus para caminhar a segunda milha ou sermos crentes sem nenhuma expressão. As religiões são sempre influenciadas por vidas, homens e mulheres que souberam honrar a Deus, glorificar o seu nome. Quando não aprendemos a vencer o mal com o bem, as pessoas dizem: “A ser cristão como você, é melhor ficar onde estou”. Falta a compreensão da segunda milha.

É verdade que andar a segunda milha, a entrega da capa, e o não resistir o mal, são coisas duras. Mas é neste comportamento que experimentamos o calor da presença de Jesus. Andar nessa direção é renunciar o programa próprio e aceitar o programa de Deus. Este é o caminho do amor. O amor aos amigos, mas também aos inimigos. Não é dar porque recebemos, mas é dar sem esperar nada em troca. E toda vez que damos sem a pretensão de receber, Deus nos dá muito mais. Quando vencemos o mal com o bem servimos ao próximo; somos ponte para grandes realizações no cristianismo e no mundo. É o começo de uma vida abençoada. É andar com Jesus e fazer a vontade de Deus.