sábado, 9 de junho de 2012

Perdendo A Vida Para Ganhá-la


Perdendo A Vida Para Ganhá-la
"Quem achar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a sua vida,
por amor de mim, achá-la-á" (Mateus 10:39).


Um soldado, evangelizado por um obreiro cristão, declara:
"eu posso entender agora! Deus não espera que eu viva Sua
vida sem primeiro me conceder Seu caráter". A fé que
implanta o caráter de Deus no coração do homem é a fé que
salva e a fé que não implanta não é a fé que salva. Mesmo
que o homem diga que acredita haver salvação eterna em Jesus
Cristo, esta declaração não o salvará, mas, oferecendo sua
vida a Cristo e negando-se a si mesmo, será salvo. A fé que
nos faz correr para os braços de Jesus, salva; a fé que nos
mantém parados não salva. Nossas obras de fé emanam de uma
origem de padrões morais que nós não criamos e que nós não
podemos destruir e que estão acima das leis de fabricação
humana.


Que frutos têm produzido a nossa fé? Ela tem transformado
nossa maneira de viver? Nossas atitudes comprovam que a fé
implantada em nosso coração é verdadeira e glorifica o nome
do Senhor?


Se cremos verdadeiramente em Deus e oferecemos nossas vidas
a Seu serviço, por que ainda murmuramos? Se o amor do Senhor
está colocado em nosso ser, por que ainda caminhamos longe
de Seus ensinos? Temos procurado satisfazer nossa vida como
se fosse a maior vitória a alcançar ou a temos depositado no
altar de Deus para achá-la definitivamente?


A fé que salva nos motiva a buscar ardentemente as coisas do
Senhor. Ela nos leva a entender que sem Ele, nada podemos
fazer. Ela nos conduz em paz e alegria seja qual for a
situação que estejamos vivendo. Sabemos que o Senhor está em
nós e que devemos ser uma bênção em Suas mãos.


A fé que salva nos ensina a perder a vida de supostos
prazeres para ganhar a vida de verdadeira felicidade.


Você tem ganho ou perdido a sua vida?