quinta-feira, 30 de agosto de 2012

----- DE ETERNIDADE À ETERNIDADE < 2 > -----




A entrada em Canaã pelo povo de Israel, liderada por Josué (1485 a.C.)


A tomada da cidade de Jericó, capitaneada por Josué


A conquista e divisão da terra de Canaã, dividida por Josué (1º Juiz de Israel)


O líder Josué (1º Juiz de Israel), ergueu o TABERNÁCULO em Siquém (hoje Nablus, na Samaria hoje Palestina)

OS 13 JUÍZES DE ISRAEL: 01- Otniel; 02- Eude; 03- Sangar; 04- Débora; 05- Gideão; 06- Tola; 07- Jair; 08- Jefté; 09- Ibsã; 10- Elom; 11- Abdom; 12- Sansão; 13- Samuel.

(Segundo o Livro dos Juízes)


O TABERNÁCULO erguido pelo líder Josué (1484 a.C.) era em forma de um paralelograma de 30 cúbitos de comprimento por 10 cúbitos, com a entrada voltada para o oriente.

Era desmontável e ocupava o centro da metade ocidental de um átrio retangular de 100 cúbitos de comprimento por 50 cúbitos de largura.



Sansão (12º Juiz de Israel), mata um leão


Sansão (12º Juiz de Israel), arranca e transporta as portas da cidade de Gaza


Dalila corta as gadelhas de Sansão (12º Juiz de Israel), onde residiam as surpreendentes forças dele e lhe furam os olhos


Sansão (12º Juiz de Israel), desprovido de suas forças é submetido ao suplício de rodar uma mó de moinho


Sansão (12º Juiz de Israel), pede que o conduzam até aos porões do "Templo de Dagon" (Templo do Peixe) e derruba os pilares de sustentação, morrendo também.


Job recebe seus três amigos: Elifaz, Bildade e Zofar - que o recomendam a amaldiçoar o seu DEUS e morrer


Job se mantém fiel ao seu DEUS e recupera o dobro do que havia perdido


Ana vai ao Templo e dedica ao Deus do Céu, seu filho Samuel (13º Juiz de Israel)


O já menino Samuel (13º Juiz de Israel)



O rei Saul (1º Rei de Israel - 12 tribos), falando com o profeta Samuel(13º Juiz de Israel)


O profeta Samuel (13º e último Juiz de Israel), ungindo ao jovem David(2º Rei de Israel - 12 tribos)


Saul (1º Rei de Israel - 12 tribos), à frente de seu exército


Diante de seus insucessos, o rei Saul (1º Rei de Israel - 12 tribos), consulta a famosa pitoniza de Endor


O pequeno pastor David (2º Rei de Israel - 12 tribos), e seu rebanho


O pequeno pastor David (2º Rei de Israel - 12 tribos), e seus cuidados especiais com um cordeirinho


O pequeno pastor David (2º Rei de Israel - 12 tribos), é desafiado pelo gigante Golias



O pequeno pastor David (2º Rei de Israel - 12 tribos), acerta uma pedrada na testa de seu desafiante, o gigante Golias


O pequeno pastor David (2º Rei de Israel - 12 tribos), investe contra um leão que atacava uma ovelha de seu rebanho


O moço David (2º Rei de Israel - 12 tribos), conversa com seu amigo Jônatas


Saul (1º Rei de Israel - 12 tribos), tenta abater David (2º Rei de Israel - 12 tribos), com uma lança


O moço David (2º Rei de Israel - 12 tribos), tange a sua harpa e canta na entrada da caverna de Adulão



David (2º Rei de Israel - 12 tribos), confabula com Jônatas


David (2º Rei de Israel - 12 tribos), à frente de seu exército de 600 soldados


David (2º Rei de Israel - 12 tribos), casa-se com Mical (filha de Saul - 1º Rei de Israel - 12 tribos)


O jovem rei David (2º Rei de Israel - 12 tribos), vislumba a bela Bat-Sebah se despindo para um banho no tanque (piscina) do palácio real


O rei David (2º Rei de Israel - 12 tribos), curva-se diante da Arca do Concerto, em agradecimento ao seu DEUS


Absalão (filho de David), se encontrou com os servos de David (2º Rei de Israel - 12 tribos); ele ia montado num mulo. Entrando ele debaixo dum carvalho, pegou-se-lhe a cabeça num galho, ficando pendurado entre o céu e a terra e o mulo passou adiante


O rei David (2º Rei de Israel - 12 tribos), manda chamar o deficiente-físico Mefiboset (filho de seu já falecido amigo Jônatas)


Abigail traz mantimentos para as tropas de David (2º Rei de Israel - 12 tribos)


David (2º Rei de Israel, formado por 12 tribos), em seu trono (1189-1048 a.C.)


David (2º Rei de Israel - 12 tribos), ouve ao profeta Natam


David (2º Rei de Israel - 12 tribos), promete a Bat-Sebah que fará rei seu sucessor, ao seu filho Salomão (3º Rei de Israel - 12 tribos)


O velho David (2º Rei de Israel - 12 tribos), dá as últimas instruções ao seu sucessor e filho Salomão (3º Rei de Israel - 12 tribos)


Salomão (3º Rei de Israel - formado por 12 tribos), ora ao DEUS do Céu diante do Templo, em sua inauguração e consagração (1049-1009 a.C.)


TEMPLO edificado pelo rei Salomão (1038 a.C.)

O TEMPLO do Rei Salomão (3º Rei de Israel - 12 tribos), foi a construção de uma casa permanente pra substituir o TABERNÁCULO de Josué (1º Juiz de Israel)

A edificação do TEMPLO ocupou sempre o pensamento de David (2º Rei de Israel) e, por isso, tratou logo no princípio de seu reinado de armazenar os materiais necessários à realização de seu plano.

O Rei Salomão (3º Rei de Israel - 12 tribos), deu princípio à obra no quarto ano de seu reinado e completou-a dentro de sete anos e meio.

O TEMPLO foi edificado no Monte Moriá, no lugar que tinha sido mostrado a David (2º Rei de Israel - 12 tribos) seu pai, na eira de Ornã, jebuseu.

O interior do edifício media 60 cúbitos de comprimento e 30 cúbitos de largura, por 30 cúbitos de altura; a cobertura era de pranchões de cedro. 

O "Santo do Santos" media 20 cúbitos de cada lado e a ARCA alí repousava.

Esse TEMPLO foi saqueado pelos babilônios que o reduziram a cinzas, quando tomaram Jerusalém no ano de 587 a.C.


A ARCA DA ALIANÇA

(também chamada "Arca do Testamento")

Objeto central da TENDA . . . depois, do TABERNÁCULO . . . e depois, dos TEMPLOS, é construída de madeira de "cetim" (madeira aromática e de muito boa qualidade), revestida de ouro por denro e por fora.

Tem o comprimento de dois cúbitos e meio correspondentes a 1,22 metros, por um cúbito e meio de largura corespondente a 76,2 centímetros, com igual medida de altura.

É guarnecida na parte superior por dois querubins (esculturas de anjos em ouro puro); e quatro argolas também de ouro (duas de cada lado), por onde se enfiavam os varais de madeira de cetim cobertos de ouro, para o seu transporte.

Servia especialmente para guardar as Duas Tábuas da Lei (dos Dez Mandamentos) e tambem, guardava um vaso com o Maná e a vara deAarão; ao seu lado se conservava o "Livro da Lei" (o Pentateuco).

Esse TESOURO (tanto no aspecto teológico, como no aspecto histórico e no aspecto riqueza), está escondido pelo profeta Jeremias numa caverna no Monte Nebo, cuja entrada foi fechada pelo santo homem-de-DEUS e assim continuará incógnito até que DEUS reunirá novamente o seu povo, na Nova Terra. (II Macabeus 2:4-8; Apocalípse 2:17)


Salomão (3º Rei de Israel - 12 tribos), teve mil mulheres - 700 mulheres princesas e 300 concubinas. (I Reis 11:3 e 4)


Em decorrência da sabedoria de Salomão (3º Rei de Israel - 12 tribos), a Rainha de Sabá veio lhe visitar


O famoso e sábio julgamento de Salomão (3º Rei de Israel - 12 tribos), decidindo a maternidade de uma criança, entre duas mulheres


Salomão (3º Rei de Israel- 12 tribos), manda partir a criança pelo meio e dar a metade para cada uma das postulantes, quando uma delas se atira sobre a criança e roga que assim não se faça. Então, o rei Salomãoordena que se entregue a criança àquela mãe que implorou pela vida do inocente


Roboão (1º Rei de Judá - 2 tribos), filho de Salomão - Examine-se I Reis 11:31 e 35 (1009-0992 a.C.)

OS 20 REIS DE JUDÁ (2 tribos e mais os Sacerdotes Levitas): 01- Roboão; 02- Abias de Judá; 03- Asa de Judá; 04- Josafá; 05- Jorão de Judá; 06- Acazias; 07- Atália; 08- Joás de Judá; 09- Amasias; 10- Uzias; 11-Jotão de Judá; 12- Acaz; 13- Ezequias; 14- Manassés de Judá; 15- Amom; 16- Josias; 17- Joacaz de Judá; 18- Jeoaquim; 19- Joaquim; 20- Zedequias.

(Segundo os Livros dos Reis) 


Este monarca é Jeroboão I (1º Rei de Israel - 10 tribos) 

Desse reino do norte se originou o povo PALESTINO

OS 19 REIS DE ISRAEL (10 tribos): 01- Jeroboão I; 02- Nadab; 03- Baasa; 04- Elá; 05- Zimri; 06- Omri; 07- Acab de Israel: 08- Ocozias; 09- Jorão de Israel; 10- Jeú de Israel; 11- Joacaz de Israel; 12- Joás de Israel; 13- Jeroboão II; 14- Zacarias de Israel: 15- Salum; 16- Menahen; 17- Pacahia; 18- Pacah; 19- Oséias de Israel.

(Segundo os Livros dos Reis) 


O sacerdote Joiada coroou Acazias (6º Rei de Judá) e ordena à morteAtalia (mãe que usurpava o trono, como 7º Rei de Judá)


Episódio do profeta Elias e falsos profetas - No Monte Carmelo, 450 profetas de Baal fazem preces para descer fogo dos deuses e consumir o holocausto - o que não acontece, mesmo com a insistência do profeta Elias.


Então o profeta Elias ordena que troquem o holocausto . . . molhem com muita água . . . faz a sua oração ao "DEUS Verdadeiro" . . . desce fogo do céu e consome o holocausto, o altar, as pedras e lambe a água acumulada no valo ao redor


O profeta Elias é perseguido por Acab (7º Rei de Israel - 10 tribos), se escondeu no Monte Carmelo, onde foi alimentado por corvos (IX a.C.)


Uma pobre viúva repartiu com o profeta Elias o seu último alimento. Então Elias orou agradecendo e o SENHOR fêz durar até o fim da fome - a farinha que nunca se acabou e o azeite da botija que sempre durou até ao dia que o SENHOR fez chover (I Reis 17:14)


O profeta Elias (X a.C.), tomou o seu manto e feriu as águas do rio Jordão, as quais se dividiram para as duas bandas e passaram ambos em sêco (II Reis 2:8) - Esse prodígio também foi reptido pelo profetaEliseu (II Reis 2:14)


O profeta Elias foi resgatado ao céu, por um "carro de fogo" - naquele momento ele jogou o seu manto, para o profeta Eliseu, que lhe havia pedido de presente. (II Reis 2:1-12)


Eliseu aconselha o rei de Israel a tratar bem seus adversários vencidos (II Reis 6:21-23 - Século X a.C.)


O profeta Eliseu ordena ao leproso Naamã se banhar 7 vezes no rio Jordão e foi curado 


O profeta Isaías (VIII a.C.), confirma mais 15 anos de vida ao reiEzechias - 13º Rei de Judah (0755-0726 a.C.)


O profeta Ezechiel (VIII a.C.) tem a visão do trono de safira


O profeta Jonas (VI a.C.) desobedece ao DEUS do Céu e desce até o porto de Jope, embarca num navio que ia para Tarsis; desceu ao porão do navio; veio uma tempestade lho atiram ao mar; veio um enorme peixe que o engoliu e ele desceu ao fundo mar


O grande peixe vomitou o profeta Jonas na praia e ele sobreviveu (Jonas cap. 1,2, 3 e 4)


O profeta Jonas, pensativo no que lhe acontecera . . . se abrigou à sombra de uma aboboreira e meditou que deveria obedecer ao SENHOR


O profeta Jeremias (VI a.C.), envia uma carta aos "deportados" na Babilônia, lhes revelando o tempo de duração do cativeiro e da própria Babilônia (Jeremias 25:11 e 12)


O profeta Jeremias é aprisionado numa cisterna (Jeremias 38:6)


O profeta Jeremias é retirado da cisterna (Jeremias 38:10)


Zedechias (20º e Último Rei de Judah), fugindo das tropas deNabucodonosor II (619-608 a.C) - Foi capturado e teve seus olhos vazados na presença de seus filhos, quando da tomada de Jerusalém, em 608 a.C.


1º Grande Reino (630-539 a.C.)

BABILÔNIA


O grande rei Nabucodonosor II (630-539 a.C.), se ufanava de sua invejável Babilônia, com seus jardins suspensos


O grande rei Nabucodonosor, sonhou com uma enorme estátua . . . esqueceu do sonho . . . e queria saber o que significava (Daniel 2)


O rei Nabucodonosor mandou vir os Magos . . . os adivinhadores do reino . . . para lhe dizer o significado do sonho que ele havia esquecido, mas esses não conseguiram


O Profeta DANIEL interpreta o sonho do Rei NABUCODONOSOR 


O rei Nabucodonosor foi informado de que haviam 4 jovens hebreus entre os cativos, que foram apartados, alimentados com os melhores manjares e educados nas letras babilônicas


Pela negação de adoração àquela estátua, três dos quatro jovens foram parar na "fornalha de fogo ardente" - e o rei embasbacado via quatro jovens no fogo


Como os Magos não adivinharam, o rei mandou chamar os quarto hebreus, para solucionar aquele sonho enigmático


Os quatro jovens falaram que eles nada podiam - mas disseram: Há um DEUS no Céu que tudo sabe e ele nos revelará e dará a interpretação do teu sonho, oh rei


Então, os quatro jovens pediram um prazo . . . se retiraram . . . e imploraram ao SENHOR em secreto


Decorrido o prazo solicitado, os quatro jovens hebreus se apresentaram ao rei Nabucodonosor . . .


. . . foram ao rei Nabucodonosor . . . revelando o tal sonho . . . e revelaram também a interpretação do sonho


. . . e o rei Nabucodonosor pasmou !!!


Sobre a estátua, eles disseram que o DEUS do Céu havia revelado ao rei - O FUTURO DO MUNDO . . .


A cabeça de ouro da estátua, representava a Babilônia; o peito e os braços de prata, a Medo-Pérsia; as coxas de bronze, a Grécia; as duas pernas de ferro, os dois impérios romanos


. . . e os pés em parte de ferro e em parte de barro representavam os reinos finais da história


O rei Belsazar (filho de Nabucodonosor e seu sucessor), deu um grande banquete e no auge da festa uma mão-misteriosa escreveu na parede: MENE, MENE, TEQUEL UFARSIM - que signifaca: "Contou DEUS o teu reino e acabou. Pesado foste na balança e achado em falta. Dividido foi o teu reino e dado aos medos e persas" (Daniel 5)


O profeta Daniel e Ciro (rei da Média), falam sobre o futuro do mundo (VI a.C.)


2º Grande Reino (539-331 a.C.)

MEDO-PERSA


O profeta Daniel desobedeceu a ordem do rei, continuava no seu velho hábito de orar na janela voltada para Jerusalém e foi punido . . .


O profeta Daniel foi punido porque ao invés de recorrer ao rei e ao "deus" deste - estava recorrendo ao seu DEUS do Céu. Por esse motivo foi precipitado na fossa (cova) dos leões, os quais não lhe atacaram e nada de mal lhe fizeram, o que deixou o rei estapafúrdio e atônito


Dario (Rei da Medo), trama contra os hebreus


Dario (Rei da Medo), no comando de suas tropas toma a Babilônia


Ciro (Rei da Pérsia, 539 a.C.), liberta os hebreus


Assuero (Rei da Pérsia), escolhe uma esposa


O rei Assuero recebe a bela e linda judia Esther, trazida por Mordecai


O rei Assuero recebe Esther como sua esposa que é coroada Rainha da Pérsia


Esther acusa Haman na frente do rei Assuero


A bela e encantadora judia Esther é entronada como rainha da Pérsia


Artaxerxes (rei da Pérsia), libera seu copeiro judeu Neemias, para reedificar os muros de Jerusalém e o nomeia Governador dos Judeus


Neemias reedificando os muros de Jerusalém



Neemias (1º Governador de Judah) reinstala as novas portas de Jerusalém


Zorobabel (2º Governador de Judah), fala ao seu povo hebreu na inauguração do Templo recém reerguido, em Jerusalém


Artaxerxes envia Esdras à Jerusalém, para proclamar o Edito em favor dos judeus, em 457 a.C. (Ed.7) - Nesse ano iniciam-se os períodos proféticos das 2.300 tardes manhãs e das 70 semana (Dn. 8 e 9) - Segundo a Regra de DEUS, cada dia representa um ano (Nm. 14:34 e Ez. 4:6) - 70 semanas = 490 dias/anos (457 a.C. + 33 a.D.); 2.300 dias/anos = (457 a.C. + 1.843 a.D.)



TEMPLO de "Zorobabel" - 2º Governador Judeu


3º Grande Reino (331-168 a. C.)

GRÉCIA


4º Grande Reino (168 a.C. - 395 a.D.)

ROMA


EMÍLIO PAULO 

(General da "República Romana" que venceu os gregos de Perseu, em 168 a.C. e anexou toda Macedônia, à Roma)


Judas Macabeus o 3º dos 5 filhos do sacerdote Matatias, vence aos indumeus na célebre Batalha dos Macabeus e é coroado Rei dos Judeus, em 166 a.C. (I Macabeus 2:1-5, 66 e 3:1)


A bela e encantadora Judith - Essa mulher foi uma digna judia que obedecia fielmente à Lei dos "Dez Mandamentos" do CRIADOR e cria no poder da oração


HERODES

O Grande

(Rei dos judeus - 73 a.C. - 4 a.C.)


TEMPLO de Herodes - o Grande

Era o "Templo de Zorobabel" reformado e ampliado pelo rei Herodes (o Grande) 

Inaugurado e consagrado em 19 a.C., sendo arrasado por Tito (general romano), em 70 a.D.

Esse, foi o TEMPLO ao qual JESUS CRISTO profetizou que não restaria pedra-sobre-pedra.


MARCO 

ANTÔNIO

General Romano - (83-30 a.C.)


CLEÓPATRA

Rainha do Egito - (69-30 a.C.)


OTÁVIO AUGUSTO

ou

Caio Júlio Octaviano Augusto
(63 a.C - 14 d.C.)

Fundador do Império Romano
e

1º Imperador 

(27 a.C. e 14 d.C.)