sábado, 26 de janeiro de 2013

Pastores são queimados vivos no Quênia / Pastors are burned alive in Kenya




A polícia prendeu no dia 18, cinco suspeitos de participar do linchamento de dois pastores em Jomvu, na região de Mombasa, depois de serem confundidos com ladrões na terça-feira 08 de maio.

Os dois pastores, Benjamin Juma da Igreja Batista Nyali e Kioko Jackson da Igreja Melchidizek, estavam planejando fazer uma cruzada evangelística na região de Jomvu, cidade de Mombasa , quando uma multidão os acusou de roubo e tocou fogo nos corpos dos dois pastores, queimando-os até à morte. Um membro da igreja fugiu, conseguindo escapar ileso da multidão, depois de tentar convencê-la da inocência dos pastores.

A viúva de Juma, Sra. Gladys Juma, disse aos jornalistas do Quênia : "um amigo do meu marido recebeu uma ligação sobre o incidente, mas num primeiro momento o ignorou, achou que fosse uma brincadeira ou engano. Mas depois de procurar Benjamin e não o encontrar, ele ficou preocupado e chamou alguns amigos na tentativa de localizá-lo. Depois vieram à minha casa para verificar se ele estava, mas eu lhes disse que ainda não havia chegado".
"Eles diziam às pessoas que não eram ladrões, mas ninguém os ouviu. A multidão tinha todas as informações necessárias sobre eles. Ninguém sequer se preocupou em verificar se eles eram ou não de fato os ladrões. Eles poderiam ter perguntado! Eles não se incomodaram em queimá-los vivos", continuou a Sra. Gladys Juma.

A Sra. Juma caiu em lágrimas quando tentou descrever a cena traumatizante, "Eu não sei o que eles usaram, se era gasolina ou qualquer outra coisa, mas (após o incêndio), não dava pra ver nada (as partes do corpo ) - havia apenas pedaços de carvão"!

Um cristão irritado, Emma Mbura exigiu: "Já que a multidão os abordou e acusou de serem ladrões com tanta convicção, o que será que eles alegam que os pastores supostamente roubaram? Queremos saber! "

Até o momento os relatos indicam que aparentementeo incidente foi um erro trágico de identidade, ou seja, a multidão os teria confundido com outras pessoas.

• Por favor, orem peka Sra. Juma, pela Sra.Kioko e por suas famílias e amigos durante este tempo difícil e doloroso.

• Ore também pelas duas congregações que perderam seus pastores.


==============================================>


Pastors are burned alive in Kenya

Police arrested on the 18th, five suspects of participating in the lynching of two pastors in Jomvu in the region of Mombasa, after being mistaken for thieves on Tuesday, May 8.

The two pastors, Benjamin Juma Nyali Baptist Church and the Church Melchidizek Jackson Kioko, were planning to make an evangelistic crusade in the region of Jomvu, city of Mombasa, when a mob accused them of robbery and set fire to the bodies of two pastors, burning them to death. A church member fled, managing to escape unscathed from the crowd, after trying to convince her of the innocence of shepherds.

Juma's widow, Mrs. Gladys Juma, told reporters in Kenya, "a friend of my husband received a call about the incident, but ignored him at first, thought it was a joke or mistake. But after searching and Benjamin not find it, he got worried and called some friends in an attempt to locate him. Later came to my house to see if he was, but I told them I had not yet come. "
"They said people who were not thieves, but nobody heard them. A crowd had all the necessary information about them. Nobody even bothered to check whether or not they were actually thieves. They could have asked! They did not bother to burn them alive, "continued Mrs. Gladys Juma.

Mrs. Juma burst into tears when he tried to describe the traumatic scene, "I do not know what they used, if it was gasoline or anything else, but (after the fire), you could not see anything (body parts) - there were only lumps of coal "!

An angry Christian, Emma Mbura demanded: "Since the crowd approached them and accused them of being thieves with such conviction, which is that they claim that pastors allegedly stole? We want to know!"

So far reports indicate that aparentementeo incident was a tragic mistake of identity, ie, the crowd would have confused with others.

• Please pray peka Mrs. Juma, by Sra.Kioko and their families and friends during this difficult and painful time.

• Pray also for the two congregations have lost their pastors.